segunda-feira, 11 de março de 2013

i like my body when it is with your



gosto do meu corpo quando está com o seu
corpo. é novo como nascer de novo.
os músculos enrijecem os nervos eletrizam-se.
gosto do seu corpo. gosto do que ele faz.

gosto dos seus motivos e comos
de tatear as vértebras. os ossos.
a sua trêmula firme lisa suavidade que
eu quero mais e mais e mais de novo
beijar, gosto de beijar isso e aquilo tudo em você,
gosto de, lentamente, estocar e sentir o choque
elétrico na sua pele e o-que-quer-que freme
sobre a carne partida…. e de ver seus grande olhos

esmigalharem-se de amor e gosto de ter sob
mim você vibrando sempre novamente



e. e. cummings


  *








* do original: i like my body when it is with your
i like my body when it is with your
body. It is so quite new a thing.
Muscles better and nerves more.
i like your body. i like what it does,
i like its hows. i like to feel the spine
of your body and its bones, and the trembling
-firm-smooth ness and which i will
again and again and again
kiss, i like kissing this and that of you,
i like, slowly stroking the, shocking fuzz
of your electric fur, and what-is-it comes
over parting flesh … And eyes big love-crumbs,
and possibly i like the thrill
of under me you so quite new

** [tenho encontrado prazer em traduzir poemas e que os autores me perdoem - pecado maior quando me atrevo eu a escrever.]

Um comentário:

  1. Foco na pele arrepiada da foto... oh, delícia ;)

    ResponderExcluir