domingo, 11 de setembro de 2011

...e o impacto brutal das imagens rasgando a retina



daqueles dias guardo a estupefação. o olhar vidrado. o menear repetitivo de cabeça. autômata, feito um metrônomo. a sensação de viver um pesadelo. a espera do despertar. a anestesia dos sentidos pelo medo... e o impacto brutal das imagens rasgando a retina. ainda há quem negue os campos de concentração, a ida do homem à lua. mas jamais haverá quem possa negar o 11/09/2001.

*

2 comentários:

  1. Dói na alma cada uma dessas cenas...

    ResponderExcluir
  2. cenas que nunca mais serão esquecidas.

    ResponderExcluir